Detalhes importantes definem sucesso de corrida para iniciantes

Não saia atropelando tudo. Saiba passo a passo como chegar ao seu objetivo final na corrida com sucesso.

Ajuda a emagrecer, reforça o sistema imunológico, diminui o estresse, melhora o sono, reduz a depressão, diminui o mau colesterol e aumenta o bom, equilibra a pressão arterial e previne diabetes. A corrida é uma atividade que pode mudar a vida de muitas pessoas, trazendo uma infinidade de benefícios à saúde de praticantes de todas as idades. Mas antes de interagir com a natureza ou começar a praticar com o auxílio de uma esteira é importante ficar esperto. O sucesso da nova iniciativa – e a prevenção de problemas com lesões e com a saúde do coração – depende fundamentalmente da atenção a alguns detalhes. Veja quais são eles:

O primeiro passo antes de calçar o tênis é procurar um médico para fazer os exames necessários. O médico mais bem capacitado para esta avaliação é o especialista em medicina do exercício e do esporte, o que não significa que um cardiologista ou um clínico não possa fazê-la.

Sabendo dos resultados dos exames, é só calçar os tênis e ir em frente. Mas não se esqueça dos cuidados com o alongamento, que, além de proporcionar uma maior amplitude dos movimentos, também contribui para reduzir a possibilidade de lesões musculares e tendinites.

Também é importante que os treinos sejam realizados sob a supervisão de um especialista. Isso porque o começo é o momento mais delicado e por isso depende de orientação, já que é muito comum a pessoa ter disposição de sobra, mas ter a perna fraca ou a pisada errada. Só depois de corrigir todos os probleminhas normais nessa fase, o corredor tem condições de seguir sozinho.

Os primeiros passos devem ser cuidadosos. Começar com caminhadas e trotes leves é o mais indicado nesse início. O corredor pode começar com três atividades por semana, abrindo com uma caminhada de 45 minutos. Nos outros dois treinos, um treino um pouco mais forte com alternâncias de piques leves e caminhadas é o indicado.

Acompanhe mais detalhes:

Marque uma consulta com o médico. Ele deverá pedir três exames: hemograma (para avaliar colesterol, triglicérides e anemia); eletrocardiograma (investiga alguma arritmia ou insuficiência); e teste ergométrico (determina a sua frequência cardíaca máxima).
Escolha um tênis que seja compatível com o seu tipo de pisada: neutra, para dentro ou para fora. Para descobrir exatamente qual é a sua procure um ortopedista.
Inicie a corrida intercalando pequenos trotes enquanto caminha. Em um treino de 30 minutos, três vezes por semana, faça 5 minutos de caminhada e 1 minuto de corrida leve. No fim, termine com 10 minutos de caminhada leve para desacelerar. A cada semana aumente um minuto de corrida, até o dia em que conseguir emendar a corrida sem parar.

Fonte: Saúde Plena 



Tags:
,
,
,